Afinidade

Por que será que amo você ou  gosto tanto de você?

Talvez porque você me olhe de um jeito especial se é meu amor,  me respeite e  me admire como amigo, acate minhas palavras e até o meu silêncio, quando não consigo me expressar.

Talvez porque você não me julgue tanto e saiba conversar sobre  vida e pessoas de um  jeito que eu mesma gostaria de fazer.

Talvez porque não me faça perguntas que me faria pensar que sei menos do que deveria.

Talvez porque tenhamos gostos parecidos, gostando de viajar, museus, cinema, praia, dançar e tudo mais.

Talvez porque o que falta num o outro completa.

Talvez porque me diz de uma forma direta o que acha que devo saber antes que não tenha mais jeito. Porque me fala das coisas que já sei de outro jeito, me mostrando e ensinando uma nova forma de ver.

Ou simplesmente porque  nada disso importa, pois amaria ou gostaria de você do mesmo jeito sem pensar em mais nada.

Não é  tão simples saber exatamente porque gostamos tanto das pessoas e vamos assim enumerando as  muitas possibilidades para justificar a afinidade.

Tantas coisas podem nos levar a amar ou  gostar muito de alguém, conforme visão e sentimento de cada um em busca de semelhanças e contrastes em relação ao outro. Mas certamente sabemos muito bem  porque deixamos de amar ou de gostar de alguém. O dia que deixarmos de gostar, saberemos listar com  plena certeza tudo que contribuiu para o  afastamento. Nem sempre sabemos bem a causa de um  amor ou de uma grande amizade, mas sabemos bem porque acabou.

Comments

comments

Sobre a autora

Ceiça Monteiro - Acredito na força do pensamento e no poder das palavras, que precisam ser positivas para que nos tornemos mais iluminados.

Fique por dentro

Newsletter

Email inscrito com sucesso!

Ocorreum um problema

queries in seconds.