Quando nasce um filho, renasce uma mulher em forma de mãe, uma nova mulher  muito mais forte.

Quando um filho morre, leva com ele o coração amargurado e o pranto eterno da mãe; são lágrimas que o tempo nunca enxugará e  a cada lembrança elas se farão presentes.

Quando morre uma mãe, leva com ela o pranto do filho amado e deixa com ele seu eterno amor e muitas lembranças, para servir de consolo e aplacar a saudade.

E como um anjo protetor, continuará sempre ao lado do filho,  celebrando os grandes momentos ou ou dando colo e acalentando seu coração nos momentos mais difíceis.

Comments

comments


Ceiça Monteiro

Ceiça Monteiro - Acredito na força do pensamento e no poder das palavras, que precisam ser positivas para que nos tornemos mais iluminados.

0 comentário

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *