Por muitos caminhos precisamos passar para descobrir o nosso próprio caminho, que se abre e ilumina  nos  levando a tantos outros que se cruzam.

A cada dia, vamos aprendendo a pisar com mais jeito e atenção para evitar as pedras que surgem para nos travar os  passos; com igual atenção, devemos admirar a paisagem que se apresenta à nossa frente e nem sempre somos capazes de  perceber sua beleza. Melhor ainda quando somos solidários com aqueles que passam por nós pedindo a mão, pois faz parte da caminhada precisar de mãos solidárias estendidas  em algum momento para nos fortalecer, encorajando  nossas escolhas para seguirmos em frente.

Sabemos que os caminhos têm atalhos e que a cada dia descobrimos  alguns mais e neles passamos por diferentes situações, que nos fazem perceber que num dia  poderemos  pisar em  pedras, no outro dia veremos  flores  que nos estimularão e  no outro seguinte, agradeceremos  pessoas solidárias para nos ajudar. O fato é que sempre precisaremos do outro para compartilhar bons e maus  momentos. Há tempo de celebração tempo de aprendizado.

O melhor do caminho está na bela paisagem  e na  solidariedade dos caminhantes. As pedras também fazem parte da jornada, mas a cada tropeço, pessoas do bem  poderão intervir  para nos resguardar  e  estarão salvas também por esse ato. E assim seguimos caminhando e, a cada necessidade, novos conhecimentos, sempre com alguém nos surpreendendo ao longo desse trajeto,  que se estenderá até que a vida nos leve ao último suspiro.

Comments

comments

Categorias: Blog

Ceiça Monteiro

Ceiça Monteiro - Acredito na força do pensamento e no poder das palavras, que precisam ser positivas para que nos tornemos mais iluminados.

0 comentário

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *